quinta-feira, 31 de outubro de 2013

video

Recorte das reuniões de grupo multifamiliar realizadas pelo projeto de extensão "A MUSICOTERAPIA EM GRUPOS MULTIFAMILIARES NO CONTEXTO ESCOLAR: UM ESPAÇO- TEMPO DE PREVENÇÃO PRIMÁRIA AO USO DE CRACK E OUTRAS DROGAS-EMAC/UFG".


A composição musical dos adolescentes impactou os pais por trazer temas que fazem parte de suas realidades, mas muitas vezes não são percebidos ou aceitos, tais como: suicídio, depressão e drogas. 

Para compreendermos quão valioso se configurou este discurso/expressão dos adolescentes, sugerimos a visualização e audição da composição feita pelos mesmos. 


Quando eu não sou ajudado fico sobrecarregado Eu fico doido, fico doente e até posso suicidar Fico depressivo, descontrolado e até drogas eu posso usar
Quando eu sou ajudado
tenho vida maravilhosa Eu tenho calma, fico feliz, eu posso ter um futuro bom Afastar das drogas com bons exemplos e conversar com a família (re-criação do grupo dos adolescentes)


Cunha (2006), com base no pensamento de Vygostky (1999), refere que a arte é um meio em que podemos acessar aspectos do nosso psiquismo que não encontra vazão no cotidiano. Por essa via de entendimento, a música configura-se em um instrumento a favor da reorganização de emoções e de transformação pessoal. Dessa forma, entendemos que, através dessa produção musical, o grupo dos adolescentes conseguiu elaborar e comunicar aos pais conteúdos internos importantes, conformando-se em fator protetivo ao uso de drogas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário